É segunda, estou atarefado, o dia no trabalho começa com tudo e os problemas durante o dia só me deixam mais cansado. Quero comprar uma poltrona para a sala. Ao meio dia eu estava pensando em ir no shopping olhar alguns modelos, mas choveu muito e uma reunião logo após o intervalo tornou a visita praticamente impossível. Ufa, saí do trabalho. Agora só passar na academia e ir para casa. Jantar com a esposa, assistir uma série e dormir. Hoje não deu tempo de olhar a TV e nos próximos 5 dias da semana também não. Domingo eu estava programado para sair, mas queria curtir um pouco a casa e acabei ficando. Olhei algumas opções pela internet, primeiro uns sites de decoração, depois algumas postagens de amigos no Instagram e Facebook. Fiz uma pasta no Pinterest e acabei comprando de um site que tinha ótimas recomendações. Agora só esperar os 15 dias da entrega.

Essa história que você acabou de ler não é verdadeira, mas poderia ser. Aliás, esse é o processo de compra de praticamente todos os produtos hoje em dia. E sabe quem é o sujeito que não aparece mais no processo de compra? O VENDEDOR. Pode ler outra vez, mas quanto mais você prestar atenção, mais irá notar que o vendedor está sumindo das nossas vidas.

Se você é vendedor, se é dono de empresa, gestor, ou seja lá o que você faça, você precisa se tornar um vendedor do futuro. Todos os mecanismos precisam de vendas, você precisa de vendas até para convidar amigos para uma partida de futebol. A grande diferença é que o vendedor do futuro não é aquele que espera o cliente pedir um produto, muito menos aquele que oferece. A partir de agora, vendedor é aquele que se torna referência, criando a sua comunidade onde as pessoas buscam ele antes de definir a compra. A nova forma de vender faz uso de comunidades On e Offline, usa vídeos, grupos e aplicativos e NUNCA vai oferecer um produto ou se sentar para negociar.